Arquivo do mês: setembro 2010

Update retardado

Vivo no mundo que esbarra, mas não sente. Que enxerga, mas sem ter profundidade de campo. É um universo inteiro em diâmetro de menos de metro. E que resiste na sobrevida. Que agoniza e se diverte em um contexto, de fato, engraçado. Nessa onda, eu rio correnteza. Nos momentos inapropriados, me dispo sem certeza. Vivo das trevas de gente compacta, que se conforta na sombrinha. Dou passos miúdos no meu melhor caminho, que é o que conheço. Mas enxergo em 360 graus –Celsius. Respiro um ar seco, eu me ardo. Desconfio de mim, de você e do mundo. Pois sou totalmente vulnerável, eu não durmo. Adoro acompanhar o oscilar do dia. Da luz, do humor e do que for. Mas eu sempre acordo. E ando por entre as pessoas que esbarram nelas mesmas. Só então, no final das horas, eu deito na minha própria felicidade monótona –que nunca é a mesma.

Por Isabela Rosemback

Anúncios

2 Comentários

Arquivado em Uncategorized