Arquivo da tag: pensamentos

Alô, (meu) Houaiss!

15043797_165104483955715_1531746261588246528_n

Reprodução da página 338 da 2ª edição (revista e revisada) do míni Houaiss, ano 2004 ::: Editora Objetiva

Quedê a felicidade? Quedê a fêmea, com suas feminices e feminismos? Quedê o fêmur da fera felina? E o fedor, como defines? A febre, a fecundação? Quedê o feijão nosso de cada dia, a brasileira feijoada? O feno do cavalo, o felpudo casaco para os dias gélidos? A fenda na pele, que não cicatriza? Fenece? O gosto amargo de fel, de Gonzaguinha? Quedê o feio para se impor ao belo? O fenômeno e o feitiço, em contraponto ao previsível, ao racional? A petulância do fedelho? A fécula para o meu nhoque? A fechadura para trancar segredos? És, agora, o feitor das palavras? Mas quedê, que não existes nas próprias páginas? Ah, mas que fementido glossário!

Por Isabela Rosemback

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em textos, Uncategorized

Compilação boêmia

Retomando o propósito deste blog, recuperei algumas frases soltas, escritas entre tragos e rascunhos….

…[

A minha mesa tem marcas de copos. Tem cinzas. As minhas bitas se espalham no forro. A brisa? É o tempo que não vejo.  No ar me condiciono.

… e de pitadinha em pitadinha, acabei me refogando.

Enquanto buscava cupins, quem me roía era eu! Mas não despenquei.

Uma broca invade o meu peito e eu parafuso/ O humor das minhas horas é salgado e não tem fuso.

E a noite me faz dia. Fatia. Fadiga. Diga. Go.

Sweet dreams are made of  ‘cheers’

Tim-tim!

]…

Por Isabela Rosemback

 

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized